Tornar-se um Provedor de Formação

Para reforçar a força de trabalho mundial de prevenção, tratamento e apoio à recuperação, os provedores internacionais selecionados de educação e formação são encorajados a oferecer desenvolvimento profissional e formação contínua nos seus países e regiões.

O nosso objetivo ao fornecer materiais de Currículos Universais (UC) para selecionar Provedores de Formação e Educação em todo o mundo é assegurar que:

  • As pessoas que trabalham na prevenção, tratamento e apoio à recuperação recebem formação profissional e de formação contínua que lhes proporciona as competências necessárias para o seu desenvolvimento profissional

  • Todos os profissionais do mundo têm acesso à formação profissional por meio de materiais atuais, baseados em provas, que cumprem as normas internacionais

  • Programas de prevenção mais eficaz, tratamento e apoio à recuperação em todo o mundo, como resultado de uma melhor formação.

Quem pode ser um Provedor de Formação?

Qualquer organização que satisfaça determinados critérios e deseje oferecer formação no domínio da redução da procura de drogas pode tornar-se um Prestador de Formação. Isto pode incluir as seguintes instituições:

  1. Organizações de formação

  2. Faculdades e universidades

  3. Organizações que trabalham na área da redução da procura de drogas que realizam eventos de formação (Sociedade Civil) (por exemplo, centros de tratamento caritativos ou com fins lucrativos e hospitais)

  4. Agências governamentais

Após uma avaliação, uma organização requerente poderá ser:

  • Recebedor do Material de Formação (RMT): um indivíduo ou organização não governamental aprovada que recebe o material de formação do Currículo Universal, mas que forma apenas o seu próprio pessoal interno ou estudantes.

  • Organização de Formação (OT): uma organização não governamental aprovada, que forma em toda a sua região ou cria ações de formação à disposição do público.

  • Provedor de Educação (PE): Instituições de ensino, incluindo universidades, escolas bienais, escolas profissionais e organismos profissionais de formação contínua que desejem utilizar os materiais diretamente para a formação ou para o desenvolvimento dos seus próprios cursos em domínios conexos.

  • Parceiro de Formação do Governo (PFG): Ministérios e instituições governamentais que pretendam utilizar o material para formar o seu próprio pessoal ou profissionais nacionais.

Cada organização terá um coordenador designado com base na localização regional.

Alguns dos benefícios obtidos ao tornar-se um Prestador de Formação incluem:
  • O status de provedor identificará um programa de treinamento que atenda às normas internacionalmente aprovadas de educação desenvolvidas para os envolvidos no tratamento e prevenção de distúrbios relacionados ao uso de substâncias.

  • Uma listagem no Diretório da ISSUP dos Provedores de Formação e Educação Aprovados que é publicada online;

  • Oportunidades de colaboração com iniciativas cofinanciadoras ou de partilha de custos com formações do Plano Colombo.

  • A oportunidade de publicar as suas ações de formação no site da ISSUP

  • A utilização do logótipo ICAP do GCCC no seu site ou nas suas publicações.

Além disso, os participantes no programa têm a garantia de que as horas de formação fornecidas serão aceites para muitas designações de credenciais ou certificações.

Embora existam muitos organismos de credenciação e certificação, o Centro Global de Credenciação e Certificação (GCCC) fornece uma norma internacional e as horas serão aceites para os requisitos iniciais de certificação do ICAP (International Certified Addiction Professional) ou como formação contínua para a renovação. O GCCC opera atualmente em 62 países, mas está em constante expansão. Todos os Provedores de Formação são encorajados a preparar os seus alunos para trabalharem no sentido de uma credencial ou certificação.

Para mais informações sobre os requisitos do ICAP, visite GlobalCCCC.org

Todas as pessoas e organizações que realizem o Currículo Universal e a formação relacionada serão obrigadas a fornecer dados de formação à ISSUP para efeitos de avaliação do programa. Estes dados serão partilhados com o Plano Colombo e o Departamento de Estado norte-americano que financia o desenvolvimento do Currículo Universal. Os dados serão divulgados apenas no agregado.

Durante o primeiro trimestre de 2020, estará disponível um formulário de candidatura. Entretanto, as instituições e organizações que desejem ter acesso ao Currículo Universal para fins de educação ou formação são bem-vindas a candidatar-se através do coordenador adequado indicado a seguir.

Para mais informações, contacte o coordenador regional do seu prestador de formação:

Governos e organizações não-governamentais:

  • Ásia: Dr. Josephine Choong, Plano Colombo: jochoong [dot] leankeow [at] colombo-plan [dot] org

  • África: George Murimi, Plano Colombo: george [dot] murimi [at] colombo-plan [dot] org

  • América Latina e Caraíbas: Andreas Hein, Plano Colombo: andreas [dot] hein [at] colombo-plan [dot] org

  • Oriente Médio: Dr. Shamil Wanigaratne, National Rehabilitation Center (NRC): shamil [dot] wanigaratne [at] nrc [dot] ae

Todas as universidades e instituições de ensino:

Outra estratégia que está a ser utilizada para divulgar a UC e os currículos relacionados é através do sistema universitário, onde as universidades integram os currículos num curso existente ou num novo curso que pode ser oferecido a nível de licenciatura, pós-graduação e graduação. Estes prestadores de ensino são obrigados a demonstrar a relevância do seu curso através da descrição do curso, das metas e objetivos, das linhas gerais do conteúdo do curso de formação e do modo como o curso se relaciona com os currículos universais e afins.

  • Para mais informações contacte: Cary Hopkins Eyles, ICUDDR, eylesc [at] icuddr [dot] org