NIDA International SPR poster Session: fatores de risco para expressão de raiva e tendências de suicídio em adolescentes paquistaneses masculinos

Este resumo foi apresentado na 2018 sociedade para a prevenção de pesquisa reunião anual, que foi realizada 29 de maio-1 de junho de 2018 em Washington, DC, EUA.

Roberto Souza Santos Universidade de Karachi, Paquistão

Nasreen Begum Universidade de Karachi, Paquistão

O uso de substâncias é um problema significativo no Paquistão, particularmente entre os adolescentes do sexo masculino, mas há estudos de pesquisa limitados para determinar o risco de problemas de saúde mental (ou seja, expressão de raiva e tendências de suicídio) na população adolescente que usam álcool e outras drogas. O presente estudo tem como objetivo determinar a prevalência e o Rick para a expressão de raiva e tendências suicidas em uma amostra de adolescentes paquistaneses masculinos. Participantes (N= 181; M= 16,69 anos, DP= 2,13 anos; Intervalo = 12 a 24) foram recrutados da Comunidade Gilgit Baltistan, Paquistão. Completaram informações demográficas (por exemplo, idade, escolaridade, estrutura familiar, renda domiciliar), perguntas sobre uso de substâncias por familiares e vizinhos, o inventário de expressão de suicídio e raiva (SAEI; Osman et al., 2010), o teste de identificação do uso de álcool (AUDIT; QUE 2001), e perguntas sobre o uso vitalício de álcool. 69 (38,1%) dos entrevistados relataram álcool já usado. Além disso, 88 (48,1%) entrevistado relatou usar álcool por qualquer membro da família, e 128 (70,7%) relatado para usar o álcool por seu vizinho. O Alpha de chronbach para a versão traduzida urdu de SAEI foi conduzido. Nível alfa para ruminação suicida (α =. 94), expressão maladaptativa (α =. 844), desconforto reativo (α =. 862) e expressão adaptativa (α =. 858) e total de expressão de suicídio e raiva (α =. 881) foram obtidos. Utilizou-se o teste t de amostra independente para determinar a diferença de ruminação suicida, expressão maladaptativa, desconforto reativo e expressão adaptativa entre o adolescente que utiliza álcool e grupo controle. Os resultados mostraram diferença significativa entre os adolescentes que usam álcool e aqueles que não se encontram na variável ruminação suicida (DF = 179, t = 28,16, p < .01), expressão maladaptativa (DF = 179, t = 29,88, p <. 01), desconforto reativo (DF = 179, t = 25,37, p < .01) e expressão adaptativa(DF = 179, t =-7,93, p <. 01)Encontrar do presente estudo reflete que os adolescentes que usam o álcool têm um nível mais elevado de problemas do suicídio e da expressão da raiva do que aqueles que não usam o álcool. Implicações para a prevenção do uso de álcool e problemas de saúde mental são discutidos.

Descritores: prevalência, uso de álcool, uso de substâncias, expressão de raiva, tendências de suicídio, adolescentes.

Country
Paquistão
Partner Organisation
Themes