Álcool e automutilação: Estudo qualitativo

Resumo

Este estudo qualitativo foi encomendado pela Alcohol Change UK no País de Gales para explorar como e por que o álcool e a automutilação estão relacionados, e como o álcool, a automutilação e os serviços relacionados são experimentados e compreendidos. Onze pessoas que tiveram experiência com automutilação e uso de álcool foram recrutadas através de organizações de apoio à saúde mental em toda a Inglaterra e País de Gales. As entrevistas convidaram os participantes a "contar suas histórias" sobre automutilação, uso de álcool, relação entre as duas práticas e suas experiências com serviços em relação a elas.

Os participantes descreveram uma ampla gama de práticas de consumo e automutilação e experiências de serviço. As entrevistas destacaram as formas pelas quais tanto a automutilação quanto a bebida estão inseridas na sociedade e na cultura e não ocorrem separadamente dela. Relatos sugerem que a bebida e a automutilação estavam profundamente ligadas de múltiplas maneiras complexas.

A bebida foi descrita como às vezes exacerbando um "espaço de cabeça ruim" ou permitindo a automutilação, diminuindo as inibições, e às vezes como um tipo de automutilação em si mesma, ou - para alguns - como uma maneira de evitar a automutilação. Tanto o uso de álcool quanto a automutilação foram descritos por alguns como representando um valioso mecanismo de enfrentamento. Os participantes variaram em termos de quanto de um "problema" tanto a automutilação quanto o uso de álcool estavam em momentos diferentes de suas vidas.

Os participantes tinham experimentado uma gama de serviços. Uma mensagem clara era que os serviços atuais eram frequentemente incapazes de reconhecer ou responder às suas necessidades, por uma série de razões como indicado em pontos a bala acima.

Os participantes destacaram a importância da comunicação, das relações e da acessibilidade, e da necessidade de que os serviços sejam capazes de lidar com a complexidade e responder às necessidades. Isso tem implicações para os serviços relacionados ao álcool e à automutilação, sugerindo que é necessária uma abordagem mais flexível, permitindo o reconhecimento das complexas conexões entre a bebida e a automutilação, e os aspectos sociais de ambos.

Citation
Chandler, A., & Taylor, A. (2021). Alcohol and self-harm: A qualitative study.
Tags (Keywords)