Aos médicos que se dedicam à prevenção e ao tratamento do uso de SPA

O consumo indevido de drogas lícitas e ilícitas é um sério problema de saúde pública que atinge de forma preocupante todos os países do mundo. Estima-se que entre os anos de 2005 e 2006, aproximadamente 200 milhões de indivíduos tenham consumido drogas ilícitas, correspondendo a quase 5% da população mundial na faixa etária entre 15 e 64 anos.

Neste cenário, as drogas mais consumidas são: maconha, anfetaminas, opiáceos e cocaína.

Em relação às substâncias lícitas, a situação não é menos preocupante: o consumo prejudicial de álcool é responsável por quase 4% de todas as mortes no mundo, sendo a principal causa de morte e invalidez nos países em desenvolvimento que apresentam baixa taxa de mortalidade e o terceiro principal fator de risco para a saúde, após o tabaco e a hipertensão arterial sistêmica, em países em desenvolvimento.

No mundo há, por sua vez, 1,3 bilhão de indivíduos que utilizam tabaco e essa substância responde por 4,1% da carga global de doenças, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além de enfermidades e mortes, o consumo de drogas associa-se a uma série de problemas psicológicos e sociais, estando os jovens situados no grupo de maior risco para o uso experimental e possível abuso de substâncias, especialmente o álcool, o tabaco e a maconha.

Entre as possíveis consequências negativas, podemos mencionar desintegração familiar, depressão, violência e acidentes de trânsito. Diante desse quadro, é fundamental o investimento no tripé prevenção (educação), controle (fiscalização) e tratamento.

Ainda, todas as ações devem estar embasadas em evidências científicas que poderão auxiliar na compreensão da prevalência dos problemas causados pelo uso indevido de substâncias e contribuirão para a identificação das melhores estratégias de prevenção e tratamento.

Nessa direção, cabe salientar a importância da formação acadêmica dos diferentes profissionais que atuam nesse campo de conhecimento com o objetivo de enriquecer o debate e formar pesquisadores que possam atuar em suas áreas a partir do peso das evidências.

Neste dia 18 de outubro, dia dedicado a homenagear os médicos, o Freemind e a ISSUP Brasil têm a honra de poder contar com excelentes profissionais médicos, das mais diversas áreas, que se dedicam de corpo e alma a buscar evidências, a fazer prevenção e a tornar melhor a vida daqueles que precisam de tratamento.

A todos vocês, queridos amigos e parceiros, nosso muito obrigado por sua dedicação à esta causa tão nobre que é a luta contra o mal que as drogas causam aos nossos jovens e suas famílias.

Country
Brasil