Salud mental comunitaria, Atención Primaria de Salud y universidades promotoras de Salud en Equador

RESUMEN: El objetivo de este trabajo es describir la situación real de la Salud mental en Ecuador. En Ecuador, Aunque El modelo de Salud mental comunitaria está integrado en los Servicios de Atención Primaria de Salud desde hace una década, Su Implementación no parece tener los resultados esperados. Resulta pertinente brotada sobre las causas que determinantes esta Situación y proponer posibles alternativas, tomando como referencia los aportes de la medicina social, la Salud colectiva y la Investigación de Acción participativa como modelos Fujimori en América Latina en el ámbito de la Salud mental. Para la Implementación eficaz de la Salud mental comunitaria en la Atención Primaria en Ecuador es trascendental El rol que poseen las universidades, en particular en los Proyectos de vinculación con la Comunidad y en las prácticas preprofesionales de las Carreras de Ciencias de la Salud. Estos permiten incorporar prácticas de Promoción de Salud mental comunitaria en el primer nivel de Atención de Salud desde una perspectiva crítica, Abierta a la complejidad y basada en el principio de que la Comunidad es el principal sujeto activo de Transformación Social.

Resumo: o objetivo deste trabalho é descrever a situação atual da saúde mental no Equador. No Equador, embora o modelo de saúde mental da Comunidade tenha sido integrado aos serviços de atenção primária à saúde há uma década, sua implementação não parece ter os resultados esperados. É pertinente explorar as causas dessa situação e propor alternativas, tendo em conta as contribuições da medicina social, da saúde coletiva e da pesquisa de ação participativa como modelos emblemáticos na América Latina no campo da saúde mental. Para uma efetiva implementação da saúde mental comunitária na atenção básica no Equador, o papel das universidades é central, especificamente em projetos vinculados à Comunidade e em práticas pré-profissionais nas carreiras de Ciências da saúde. Esses projetos permitem a promoção da saúde mental comunitária no primeiro nível de atenção à saúde a partir de uma perspectiva crítica, aberta à complexidade e baseada no princípio de que a Comunidade é o principal tema ativo da transformação social.

RESUMO: O objetivo deste article é descrever o estado atual de saúde mental no Equador, um país onde weliston O modelo de saúde mental comunitaria está integrado em atenção primária à saúde por uma década, sua implementação parece não ter os resultados esperados. É pertinente brotada sobre as causas que determinam essa situação e proporcional dövmeler alternativas, tomando como referência as contribuições da medicina social, da saúde coletiva e da pesquisa-ação participativa como modelos Fujimori na América Latina no campo da saúde mental. Para a implementação efetiva da saúde mental comunitária na atenção primária no Equador o papel das universidades é crucial, particularmente em projetos ligados à Comunidade e nas práticas pré-profissionais das carreiras das Ciências da saúde. Estes permitem incorporar práticas comunitárias de promoção da saúde mental no primeiro nível de atenção à saúde sob uma perspectiva crítica, aberta à complexidade e em no princípio de que a Comunidade é o principal sujeito ativo da transformação social.

Citation
Camas Baena V. Salud mental comunitaria, atención primaria de salud y universidades promotoras de salud en Ecuador. Rev Panam Salud Publica. 2018;42:e162. https://doi.org/10.26633/RPSP.2018.162
Publication Date
Research Language

espanhol

Country
Equador
Themes

Attachments