Consistência interna e validade convergente das versões portuguesas da avaliação global das necessidades individuais – screener inicial e curto: validade do ganho-I e SS portugueses

Abstrata

O objetivo deste artigo é apresentar evidências sobre a consistência interna e a validade convergente das versões em Português do Brasil da avaliação global das necessidades individuais – versões "inicial" e "short screener".

Métodos: 168 indivíduos de um serviço de internação e/ou de um ambulatório de base comunitária, localizados em São Paulo, foram entrevistados por meio das versões portuguesas brasileiras dos instrumentos. A consistência interna das escalas dos instrumentos foi computada, juntamente com evidências para a validade convergente entre as subescalas correspondentes dos instrumentos de screener inicial e curto.

Resultados: os valores de alfa de Cronbach para os escores de escala total de ambos os instrumentos foram maiores que. 7. As escalas do screener curto mostraram correlações forte-à-moderadas com as subescalas correspondentes do inicial. A escala geral de severidade individual do screener de transtorno inicial e total do screener curto tem validade convergente entre si (ρ = 0,801).

Conclusões: as escalas do instrumento Português brasileiro mostraram evidências de consistência interna e validade convergente, realizando similarmente às versões em inglês americano.

Citation
Claro, H. G., de Oliveira, M. A. F., Fernandes, I. F. D. A. L., Titus, J. C., Tarifa, R. R., Rojas, T. F., & Pinho, P. H. (2016). Internal Consistency and Convergent Validity of the Portuguese Versions of the Global Appraisal of Individual Needs–Initial and Short Screener: Validity of the Portuguese GAIN-I and SS. Journal of addictions nursing, 27(4), 241.
Research Language

inglês

Country
Brasil