Prevalência de binge drinking em Cingapura

A prevalência de bebedeira-o consumo de uma quantidade excessiva de álcool em um curto período de tempo-está aumentando em toda a Ásia.

Pesquisas anteriores mostraram ligações reveladas entre o consumo pesado e os maus resultados da saúde mental. Entretanto, há uma falta da pesquisa que explora esta associação nas populações em Ásia.

Em um estudo recente, publicado na revista de comportamentos viciantes, os pesquisadores têm a prevalência do passado ano de bebedeira em Cingapura e suas associações com fatores sociodemográficos, condições de saúde mental e qualidade de vida.

Os pesquisadores examinaram dados de 6126 indivíduos coletados por meio do estudo de saúde mental de Cingapura. A pesquisa incluiu questões sobre seu status sócio-demográfico, hábitos de consumo, saúde mental e física e qualidade de vida.

Na análise dos resultados, os pesquisadores descobriram que:

  • A prevalência do consumo geral de compulsão de 12 meses em Singapura foi de 13,7% em 2016
  • Os machos foram mais propensos a relatar compulsão alimentar em comparação com as fêmeas
  • Indivíduos pertencentes aos 18 a 34 anos de idade foram mais propensos a beber bebida em comparação com as pessoas nas categorias de idade mais avançada.
  • Os entrevistados com menor nível de escolaridade foram mais propensos a beber bebida do que seus homólogos universitários
  • O subgrupo economicamente inativo (constituído por estudantes, donas de casa e aposentados) foi menos provável que a bebida compulsão em comparação com o grupo empregado
  • Os links foram descobertos entre bebedeira, transtornos do uso de álcool, transtornos do humor e ansiedade.
  • A ingestão de binge foi associada a um escore de qualidade de vida geral mais baixo.

Globalmente, a evidência de que a prevalência de ingestão de compulsão em Cingapura é relativamente baixa em comparação com a prevalência internacional, mas maior do que a relatada entre outras sociedades asiáticas. Existe uma clara associação entre o bebedouro e o mau bem-estar mental. Os especialistas em saúde devem usar essa evidência para projetar intervenções para grupos considerados particularmente em risco para ajudá-los a desenvolver estratégias de enfrentamento positivas e fazer escolhas informadas sobre seu consumo de álcool.

Citation
Lee, Y. Y., Wang, P., Abdin, E., Chang, S., Shafie, S., Sambasivam, R., ... & Chong, S. A. (2019). Prevalence of binge drinking and its association with mental health conditions and quality of life in Singapore. Addictive Behaviors, 106114.
Publication Date
Tags (Keywords)